Home/ Destaques/ Compartilhar de Compartilhar de 12 Dicas para o Sucesso - eplogo 110artigo

12 Dicas para o Sucesso – eplogo 110artigo

Pra Cego Ver: Professor Wanderley  branco, usa cabelos curtos, negros jogado de lado. Veste terno escuro, camisa branca e gravata prateada.  Publicado: 22-12-16
Colunista: Wanderley Rodrigues Junior, bacharel em Letras, Tradutor e Intrprete, coordenou a Academia de  Microfinanças do Banco São Paulo Confia, realizou cerca de 27 mil capacitações em empreendedorismo,  microfinanças e marketing pessoal. Atualmente realiza palestras sobre empreendedorismo e marketing  pessoal e ministra  Lngua Portuguesa para candidatos a concursos pblicos.
Foto: Edi Souza e Nalva Lima
Pois bem, retomemos nosso bate-papo da semana anterior...
7. Tenha bom humor, mas não seja um bobo alegre.
Atender bem, dar atenção ao cliente e ser cordial, não são sinais de fraqueza ou desespero em vender. levar ao seu cliente mais humanidade, menos automatização, sem aquele atendimento robotizado, automtico e sem a aproximação do calor humano. 
Este o tipo de envolvimento que o cliente espera e deseja. E talvez este seja o diferencial que esteja faltando em promulgar em seu empreendimento, em seus colaboradores e em você mesmo at. O cliente sente falta muito nos dias de hoje deste acolhimento humanizado dentro de um mundo cheio de tecnologias.
Ser e manter um empreendimento acolhedor não far com que se corra o risco de ser visto ou tachado como bobo, como aquele que vale menos.
Muitas vezes o melhor ataque a defesa. Ser arrogante, sisudo e exacerbar criticas sobre a concorrência, tentando passar uma imagem de muita seriedade, são sinais que podem lhe trazer uma imagem negativa. Nem sempre a melhor ou a mais dura armadura aquela que ganhar a batalha.
8. Encare a dura realidade, mas não se torne um pessimista.
Lembre-se de que uma boa venda, o lucro fcil e o êxito financeiro nunca vêm sozinhos. O trabalho rduo e o sacrifcio fazem mais parte de sua realidade do que simplesmente contar com a sorte para os negcios.
No entanto, por mais que lhe pareça dura a caminhada, por mais injusto que se possa parecer um resultado em um primeiro momento, h sempre mais o que fazer frente, h sempre o que se aprimorar e aprender com o que foi feito e empregado. A caminhada empreendedora um ciclo contnuo de altos e baixos, onde se deve aprender a sobreviver nos momentos baixos mesmo antes de atingi-los. A confortabilidade de estar sempre em alta não eterna, mesmo porque hoje em dia h uma corrida acirrada pela concorrência em todos os sentidos. Por isso a inovação uma ferramenta que nunca pode ser guardada na gaveta. Caiu? Levante-se! Machucou-se? Faça um curativo e siga em frente! O pior doente aquele que se entrega sua doença sem lutar.
9. Sonhe alto, mas não fantasie demais.
Sonhar a lenha que fomenta a caldeira da ação empreendedora. Continuar sonhando com mais e com o sucesso promissor preciso, mas sempre com os ps no chão. Nenhum passo pode ser dado sem um planejamento e sem ter colocado previamente na balança os prs e os contras. Sonhar projetar em alcançar seus objetivos dentro de seus limites, portanto respeite-os. melhor ouvir um “não” agora do que um “eu bem que te avisei” depois.
10. Seja forte, mas sem ser rude.
Ser convicto na palavra, demonstrar seriedade em transações e ter atitudes firmes não significa ser rude, mas sim demonstrar autonomia e segurança, principalmente queles que lhe têm como exemplo. Ser firme poder repassar autoconfiança e contaminar os que estiverem ao seu lado com isso para que tambm mantenham a automotivação e levar um trabalho com seriedade e responsabildiade.
11. Seja compassivo e gentil, mas sem ser frouxo.
Chefe aquele que manda fazer e cobra; lder aquele que participa e acompanha. 
Ser participativo e deixar que participem de decisões fortalecer a cumplicidade comercial nos negcios em seu empreendimento. E isso vale at em sua prpria casa.
12. Conte com a ajuda de Deus, mas faça você mesmo.
Não terceirize responsabilidades que são s suas. J ouvi muitas vezes expressões do tipo “o que fiz para Deus para nada dar certo?” ou “Deus quis assim” em uma tentativa absurda de não aceitar as prprias frustrações e atitudes impensadas. A parte que cabe a Deus mnima. Ele apenas mostra o caminho e at lhe apresenta as ferramentas. Quem deve tomar a decisão de trilhar o caminho correto e erguer as mangas para começar a trabalhar com as ferramentas ofertadas s est em suas mãos! O milagre verdadeiro est na sua prpria boa vontade, disposição, dedicação e motivação para seguir em frente. E se não der certo tambm. Se tropeçar não foi porque Deus o empurrou, mas porque você mesmo não foi capaz de ver o buraco sua frente!
Aqui ficam doze recadinhos, talvez podendo ser colocados em prtica um por mês no novo ano. A homeopatia traz resultados, mas deve se ter paciência pelo seu uso gradativo e contnuo. O antibitico pode trazer efeitos mais rpidos, mas agride mais um organismo despreparado e frgil. A escolha sua.
 
Outras informações: 
http://portuguesfacilparaconcursos.blogspot.com.br/
Obs: O Pr Trabalhador Agência de Notcias não se responsabiliza por serviços contratados e prestados diretamente por seus colunistas.  Apenas por palestras, treinamentos e oficinas contratadas diretamente com o comercial@protrabalhador.com.br, nestes casos feito contrato prprio e apresentação de nota fiscal do Pr Trabalhador. Atenciosamente, Direção do Pr Trabalhador.
Pra Cego Ver: Professor Wanderley  branco, usa cabelos curtos, negros jogado de lado. Veste terno escuro, camisa branca e gravata prateada.  Pra Cego Ver: Professor Wanderley  branco, usa cabelos curtos, negros jogado de lado. Veste terno escuro, camisa branca e gravata prateada.