Home/ Destaques/ Cópia de Sintesp-SP comemora o Dia do Tcnico De Segurana no Trabalho com palestras e alertas

Sintesp-SP comemora o Dia do Tcnico De Segurança no Trabalho com palestras e alertas

Pra Cengo ver: Marquinhos presidente do Sintesp usa terno escuro, cabelos curtos e fala ao microfone em tribuna. Fim da descriçãoPublicado: 28-11-16
Foto: Edi Sousa Studio Artes 
Texto: Regina Ramalho 
 
O evento do Sintesp-  Sindicato dos Tcnicos de Segurança do Trabalho no Estado de  São Paulo em comemoração ao Dia do Tcnico Segurança do Trabalho foi realizado na ltima semana no Hotel Excelsior, com caf da manhã de confraternização, premiações, sorteios, palestras e chamamentos sociedade. 
 
Durante a abertura o presidente do Sintesp Marquinhos (Marcos Antônio de Almeida Ribeiro). “Muitos profissionais estão no mercado, mas não conseguem emprego por falta de fiscalização, por isso estamos investindo em informações para gerar o empreendedorismo em nossa categoria”, diz o presidente (confira entrevista na integra no Facebook). 
 
Para Cego Ver: O presidente da Federação dos Tcnicos Armando Henrique fala ao microfone e usa terno bege. Fim da Descrição
 
 
 
 
 
O presidente da Fenatest - Federação Nacional dos Tcnicos de Segurança do Trabalho, Armando Henrique. “A data de hoje importante porque foi neste dia que regulamentou a Lei 7.410 que regulamentou nossa profissão e fazer uma reflexão do presente, do passado e do futuro”, lembra Armando. (confira entrevista na integra no Facebook). 
 
 
 
 
 
Entre os palestrantes o colunista do Pr Trabalhador Agência de Notcias Dr Fabio Paparotti, falou sobre empreendedorismo e tirou dvidas dos presentes. 
Pra Cego Ver: Dr Fabio Paparottio colunista do Pr Trabalhador palestrando pra auditrio lotado. Fim da descrição
 
 
 
Mas o quê pensa os profissionais que atuam no mercado de segurança do trabalho? Qual o perfil para quem quer abraçar esta carreira? O Pr Trabalhador quis saber:
 
 
 
 
 
Um dos fundadores do Sintesp, o tcnico Jorge Guerreiro de Barcellos exibe com orgulho sua carteirinha datada de 03/10/88 e compartilha como os nossos leitores sua experiência no Japão:Pra Cego Ver: O tcnico Jorge Sandrini veste terno escuro, gravata listrada vermelho e preto e exibe a carteira de scio sorridente. Fim da descrição
 “Fora do Brasil a questão da segurança mais respeitada, pois a cultura preventiva faz parte da grade curricular desde os primeiros anos escolares, desta forma era mais comum problemas com Brasileiros do que com a população japonesa”, explica, Barcellos.
 
O tcnico Edson Toms de Lima atua no Mackenzie e explicou para nossa equipe que mesmo na rea de educação existem muitos ricos de acidente e de sade. 
 
Pra Cego Ver: Edson veste camisa polo branca com detalhes em verde claro e assiste as palestras. Fim da descrição
 
“Hoje muito comum as pessoas andarem distradas mexendo em seus celulares ou sem observar seu entorno”, explica. “Como resultado muitas quedas”, alerta. “A solução no Mackenzie foi investir em sinalização visualsemelhante a utilizada nos Metrôs de São Paulo”, compartilhou Lima. 
 
Bruno Sandrini tcnico e tem uma empresa de treinamento e prevenção. Contou a nossa equipe que era do ramo metalrgico e ao ler uma matria do Sindicato da Construção Civil de São Paulo em 1993 ficou sabendo que s naquele ano ocorreram 133 mortes por acidentes de trabalho. 
 
“Então comecei a visitar obras e fotografar o certo e o errado, com o material montei um projeto de treinamento, sai de porta em porta apresentando a proposta de trabalho e fazendo palestra gratuitas at que aos poucos fui ganhando credibilidade e oportunidade de realizar o trabalho de prevenção”,  conta Sandrini. Pra Cego Ver: o tcnico Bruno veste polo cinza  fotografado em quanto fala com a jornalista Regina Ramalho. Fim da descrição.
 
Pergunto a Sandrini qual o perfil do tcnico para trabalhar com sua equipe? “Tem que saber ler e interpretar leis, regulamentos”, afirma. “Não necessrio ter curso acadêmico, at porque em nossa rea esse um campo de progressão no qual as academias ainda não despertaram para importância de abrir cursos”, expõe Sandrini. 
 
 
 
Outras informações:
http://www.sintesp.org.br/