Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Pode enviar as perguntas? 12

Pode enviar as perguntas?

Regina Ramalho82

A especialista em gestão de comunicação Regina Ramalho afirma: “Quer deixar um jornalista irritado ou desconfiado de que existe algo de errado, ou que a pessoa que vai atender a pauta est despreparada para ser personagem da entrevista a celebre resposta: Pode enviar por e-mail as perguntas?”.

Publicado: 29/07/15
Foto: Edi Sousa e Nalva Lima - Studio Artes
Colunista: Regina Ramalho, fundadora do Notcia Pr Trabalho, jornalista, jurista, cerimonialista e gestora especializada em comunicação, estratgica e construção de imagens. Consultora comportamental, facilitadora organizacional e VP (Vendedora Profissional), ttulo mais recente, mas do qual muito me orgulho, pois ajudou a manter Notcia Pr Trabalho no ar.

Hoje vamos falar de assessoria de imprensa, minha matria favorita. Quer deixar um jornalista irritado ou desconfiado de que existe algo de errado ou que a pessoa que vai atender a pauta est despreparada para ser personagem da entrevista a celebre resposta: Pode enviar por e-mail as perguntas?

Não custa nada passar as tais perguntas por e-mail. Mas desde que no dia da entrevista o colega jornalista não seja obrigado a ficar limitado fazer apenas aquelas perguntas.

Uma entrevista deve ser leve, na medida em que as respostas vão sendo dadas outras questões podem ir surgindo. Assim como acontece em uma conversa.

A possibilidade de fazer outras perguntas, não quer dizer que o entrevistado obrigado a responder. O entrevistado pode não querer responder ou at mesmo alegar que para aquela outra questão necessita de mais tempo ou envia por e-mail a informação complementar.

Todos somos seres humanos e não somos obrigados a saber de tudo ou a lembrar de tudo de cabeça, ainda mais quando se trata de nmeros. Por isso, pedir que o jornalista aguarde um pouco mais para levantar o complemento das informações para a matria perfeitamente cabvel.

O que não aceitvel a demora de uma semana para responder a uma solicitação de entrevista, pedir para enviar as questões antecipadas por e-mail e depois responder que o entrevistado vai ou est viajando.

Como pode uma grande empresa ou organização ter apenas uma pessoa apta a falar com os jornalistas sobre os temas que a rodeiam? Se o tal porta voz adoecer, tirar frias ou morrer a empresa para?

Existem determinadas tcnicas consagradas e furadas propostas e aplicadas por famosos cursos de media training (treinamento de mdia). Com o proposito de dizer não a entrevista, sem dizer claramente que não querem dar a
entrevista (o que um direito). Que chegam at a serem ofensivas a inteligência dos profissionais de jornalismo a sua necessidade como profissional de trabalhar a pauta.

Por isso, fica aqui a sugestão. Quando não quiser, ou não puder dar aentrevistas, tenha ao menos a gentileza de dizer que não vai falar. Desta maneira no mximo o jornalista vai dizer que entrou em contato e o personagem não quis se manifestar. Pense nesta alternativa!

Espero ter podido ajud-los. At a prxima semana!

Outras informações- www.anigercomunicacao.com.br