Home/ Editorias/ Empreendedorismo/ Empreendedor Pokémon: evolua sempre! 19

Empreendedor Pokémon: evolua sempre!

A coluna de empreendedorismo do professor, Wanderlely Jr desta quinta-feira, fala sobre a importância de se manter atualizado e de atualizar os colaboradores, para não ser engolido pelo mercado (Confira dicas e cases sobre o tema). 
 
Wanderley 2016Publicado-30/04/14
Colunista-Wanderley Rodrigues Junior
Foto- Edi Sousa
 
Não, a conversa de hoje não é para o público infantil, muito menos para fãs de desenhos animados e séries. Recorro ao desenho animado japonês Pokémon para discorrer sobre um aspecto muito importante, mas pouco lembrado por aqueles que querem empreender. 
No decorrer de suas aventuras, os Pokémons crescem, lutam, ganham experiência através de suas batalhas e, por isso, evoluem para Pokémons mais fortes. 
 
É fato que vivemos hoje em um mundo que está em contínua mudança, transforma-se de maneira alucinante e que, num piscar de olhos, já há um lançamento de algo que continue surpreendendo e enchendo os olhos do consumidor e sua gana pelo prazer da aquisição. 
E sinceramente, convenhamos, isso é o que dá mais e mais impulso para que este ritmo alucinante continue sem freio. E é exatamente aí que o empreendedor Pokémon entra!
 
Aquele que não estiver antenado no mundo perante essas mudanças ficará para trás facilmente, pois sempre estará acompanhado de uma concorrência implacável. 
O sobrevivente no mundo dos negócios de hoje é aquele que lê, informa-se, acompanha o mercado, mantém-se atualizado, sabe e reconhece a importância deste contínuo processo de aprendizado, adaptação, reciclagem e atualização.
Estou muito seguro em poder afirmar que a falta de se estar atualizado em sua área seja um dos pontos derradeiros para a falência de um empreendedor. 
 
Dele e de seus colaboradores, pois de que adianta o conhecimento só para si? Incrível seria se ao perguntar sobre a novidade do produto recém-chegado o atendente me dissesse que as informações sejam apenas com o patrão. 
A falta de atualização contínua, o interesse pelo novo e pela reciclagem, a falta de visão das necessidades de um mercado à frente, fizeram com que várias empresas de grande porte sumissem do mercado. 
 
Quem não se adaptou quem parou no tempo, simplesmente sumiu! Por exemplo, há menos de doze anos, a febre era ter um “pager”, pois era o que havia de mais rápido em envio e recebimento de mensagens. Com a popularização dos celulares e o surgimento do serviço de SMS, alguém sabe onde estão a Mobitel e a Teletrim, as duas maiores empresas responsáveis por esse serviço?
 
Outras que detinham o mercado em suas áreas, conseguiram a muito custo à dificílima tarefa da sobrevivência, mas hoje são meros nomes abafados pela concorrência que não para. Por exemplo, a Olivetti, empresa-mor em máquinas de escrever. 
 
A rapidez da evolução tecnológica e a popularização dos computadores associadas à necessidade da sociedade fizeram com que ela quase se extinguisse. Redirecionou-se às duras penas e hoje está no ramo de calculadoras, impressoras e tablets, mas perdeu toda a sua majestade. 
Só com esses dois exemplos quero que fique bem clara aqui a minha preocupação em alertar a minha amiga e o meu amigo para a importância da reciclagem, da atualização.
 
O público de hoje quer novidades, é um público exigente por inovações e o empreendedor que estiver atento a essa demanda será aquele que sobreviverá. Atualize-se, aprenda e evolua!