Home/ Editorias/ Qualificacao/ FELIZ NATAL CAPITALISTA

FELIZ NATAL CAPITALISTA

Na coluna desta semana, o Psiclogo e Life Coaching Felipe Siqueira dialoga desejando um: FELIZ NATAL CAPITALISTA! - “O capitalismo uma forma do homem explorar o prprio homem! ” - aponta o colunista.

 O capitalismo uma forma do homem explorar o prprio homem!
 
Descrição de imagem: Felipe Siqueira, esta usando um blazer cinza e uma blusa amarela, est fazendo pose para foto com os braços cruzados e uma das mão no queixo. Fim da descrição de imagemPublicado:15/12/15
Colunista: Felipe Siqueira - Psiclogo e Life Coach, com especial ênfase para a qualidade de vida, orientação vocacional e sua relação com o autoconhecimento. Idealizador e co-fundador do projeto Trilha Vocacional, com formação e carreira em Administração de RH. Atualmente atua em consultrio clnico e coordena programas institucionais para Recursos Humanos.
Foto: Edi Sousa e Nalva LimaStudio Artes.
 
 
Este ano vivemos um cenrio econômico difcil, onde agimos com resiliência frente aos obstculos e dificuldades para sobreviver e seguir nossa jornada! Hoje, com a sensação de velocidade, nos deparamos com a poca do Natal! E na reta final dos nossos dilogos desse ano, me atrevo a question-los: O que comemoramos neste Natal? Ser que de fato a consideração por pessoas queridas e as confraternizações precisam ser medidas pelo valor dos presentes? Devemos nos render as propagandas e incentivo ao consumismo desenfreado? Onde est a essência do Natal e a alegria na simples reunião com famlia e amigos, falar de religiosidade e compartilhar amor e carinho? Talvez essas perguntas tenham sido suplantadas pela do capitalismo.
A pressão agressiva do consumo exercida pelo capitalismo atravs dos comrcios e pelos problemas sociais criados pelo prprio sistema poltico est mais aguda do que nunca! O “Papai Noel” provindo de uma ideologia elitista se modernizou incentivando atravs da sua imagem na mdia o consumo por meio de cartões de crdito, emprstimos e investimentos, dentre outras formas de garantir os presentes. E o mercado capitalista comemora sem darmos conta da perda do verdadeiro Natal. Este ano as rvores e enfeites natalinos dominaram as lojas com brevidade, sequenciando no marketing os provveis gastos no Reveillon. Possivelmente muitos de ns esquecemos o significado do que ocorreu h mais de dois mil anos. E assim nos centramos no nosso prprio umbigo e deixamos sermos levados a manipulação provinda do faminto capitalismo.  
O exemplo compartilhado nesse dilogo a poca natalina, porm outros constantes continuarão vindo por a, o que certamente sob o meu ponto de vista como Psiclogo, resgato a expressão de Freud, “o mal-estar da civilização” - pause para refletir sobre o vazio interior que gera ansiedade, angstia e depressão. 
Feliz Natal a todos os meus leitores e que mais do que nunca possamos refletir todos os valores e outros deuses alm do capitalismo!
 
Beijos e abraços mltiplos, com muito carinho!
 
By – Felipe Siqueira