Home/ Destaques/ Dia Nacional do Surdo - Setembro Azul

Dia Nacional do Surdo – Setembro Azul

59Colunista: Neivaldo Zovico diretor da FNEIS (na Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos em São Paulo- SP). Professor, palestrante, consultor de acessibilidade para surdos e deficientes auditivos. Professor de matemtica em escolas bilngue para surdos. Atuou  na EMEE “Helen Keller”.

Fotos: Edi Sousa

#Pracegover: Neivaldo branco, cabelos grisalhos e na imagem


O mês de setembro um mês especial para a Comunidade Surda, visto que comemoramos o Dia do Surdo. Durante todo o mês Setembro serão realizados diversos eventos, tais como: festas dos alunos surdos, seminrios, palestras, apresentações teatrais, passeatas, audiências pblicas, exposições, caminhada, encontro dos Surdos, entre outros, em todas as cidades do Brasil. A Comunidade Surda chama de "Setembro Azul" a data para a comemoração do Dia do Surdo que dia 26 de setembro, e este dia foi reconhecido e assinado pelo Ex-Presidente do Brasil, Luis Incio Lula da Silva com o nmero de Lei n 11.796 de 29 de outubro de 2008.

Internacionalmente tambm se comemora o dia dos surdos, ele datado de 30 de setembro, a comemoração chamada de "Dia Internacional dos Surdos". Escolheram esta data pela lembrança do Congresso de Milão ocorrido no mês de setembro de 1880, no qual foi analisado e determinado a proibição do uso das Lnguas de Sinais na Educação dos Surdos no Mundo, um marco triste para esta comunidade.

O "Setembro Azul" um grande marco histrico das lutas e conquistas dos Surdos que, destacamos as lutas pelos direitos lingusticos e culturais. Consideramos ser importante a comemoração do Dia do Surdo para que neste momento a Sociedade Brasileira tenha mais uma oportunidade de receber informações sobre a Comunidade Surda.

A Comunidade Surda conquistou o reconhecimento nacional sobre a LIBRAS – Lngua Brasileira de Sinais como uma lngua natural, registrado na Lei n 10.436 de 24 de abril de 2002 e Decreto n 5.626/2005, respeitando os valores da Lingustica e Cultura dos Surdos, respeitando a LIBRAS como primeira Lngua de Sinais dos Surdos e a Lngua Portuguesa como segunda, como tambm o direito por Escolas Bilngues para Surdos.

O dia 26 de setembro um dia importante para a comemoração, pois no ano 1857 foi criada a primeira Escola de Surdos no Brasil na cidade do Rio de Janeiro. Na poca, o Imperador Dom Pedro II convidou o professor Surdo Huet da França para vir ao Brasil para lecionar aulas com crianças surdas no prdio que se chamava Instituto Imperial de Surdos-Mudos, hoje INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos onde os surdos foram internados para serem educados, o professor lecionava em Lngua de Sinais Francesa que influenciou diretamente na construção da Lngua Brasileira de Sinais. O INES atualmente uma Escola Bilngue para Surdos com apoio do Governo Federal e tambm tem Ensino Superior, onde Surdos e ouvintes podem estudar em cursos bilngues.

Sobre a cor Azul foi escolhida pelo Dr. Paddy Ladd (surdo), usado um laço de fita na cor azul como smbolo, e representa no XIII Congresso Mundial de Surdos na Austrlia, durante a cerimônia que faz lembrança dos Vitimas Surdos da opressão e Audismo.

No processo de criação do nome "Setembro Azul", o azul tambm simboliza para a Comunidade Surda o perodo da Segunda Guerra Mundial em que os Deficientes deviam usar uma faixa de cor azul fixada no braço, sendo identificados mortos pelos Nazistas, porque eles acreditam que os deficientes eram incapazes e dentre estes, os surdos eram classificados, não reconheciam o potencial dos Surdos. A comunidade surda ainda escolheu a cor Azul Turquesa, por ser uma cor "viva" para representar o SER SURDO, por não termos vergonha de sermos surdos, pois ns temos a nossa prpria Lngua de Sinais que faz parte da Cultura Lingustica e tambm lutamos por sermos respeitados pela Sociedade Brasileira.

Passamos por vrias lutas e conquistamos muitos de nossos objetivos, marcados em Leis que tem como princpio o respeito aos Surdos e a sua diferença, como, por exemplo, a Lei de Acessibilidade n 10.098 de 19 de dezembro de 2000.

A Lei de Acessibilidade concomitante evolução das tecnologias provocou um interesse de criar equipamentos para melhorar a comunicação dos Surdos, por exemplo, surgiu a legenda ou Close Caption na televisão e a janela para intrprete de LIBRAS.

A tecnologia para comunicação distância se tornou uma febre e os Surdos Brasileiros a aderiram, pois se comunicam pela mensagem tipo SMS do celular, chat da internet e, hoje, com a chegada do videofone onde o Surdo pode se comunicar em LIBRAS com a Central de Intrpretes de LIBRAS que faz o serviço de interpretação em Lngua Portuguesa - oral, mediando a relação com quem o Surdo deseja se comunicar facilita muito a vida das pessoas surdas.

Atualmente, o maior desafio do Movimento Surdo a luta em Defesa das Escolas Bilngues para Surdos no PNE – Plano Nacional de Educação, este plano se refere ao projeto para 10 anos de Educação, a nossa preocupação oportunizar s crianças surdas um espaço escolar que favoreça a construção da Identidade Surda e formação com a Cultura Surda em sua prpria lngua para evitar a extinção da nossa Cultura Surda da Lngua de Sinais dos Surdos.

Por isso que no mês Setembro Azul importante o movimento surdo, como um momento de oportunizar sociedade brasileira o acesso informações. Utilizamos a cor Azul Turquesa como conceito de SER SURDO, em memria das pessoas Surdas: por suas lutas e conquistas at então, levantando a nossa bandeira da Cultura Surda.

importante que todos os rgãos pblicos e a sociedade brasileira reflitam sobre os Surdos, sobre a comemoração no Dia Nacional do Surdo, compreendendo os Surdos como cidadãos iguais aos outros, dando-lhes uma atenção mais justa e respeitando a Cultura Surda e a lngua da Comunidade Surda.

Outras informações:

http://sp.feneis.org.br/

Tel.: 11 2574-9151
falecom@sp.feneis.org.br