Home/ Editorias/ Diversidade/ POR QUE CONTRATAR PROFESSOR SURDO DE LIBRAS?

POR QUE CONTRATAR PROFESSOR SURDO DE LIBRAS?

POR QUE CONTRATAR PROFESSOR SURDO DE LIBRAS?


NeivaldoZovico

Publicado: 19/12/17

Colunista: Neivaldo Zovico, diretor do Escritrio Regional da FENEIS (na Federação Nacional de Educação e integração dos Surdos em São Paulo- SP). Professor, palestrante, consultor de acessibilidade para surdos e deficientes auditivos. Coordenador Nacional de Acessibilidade para surdos da FENEIS, Professor de Matemtica e Libras em Escolas Bilngue para surdos. Atuou na EMEBS “Helen Keller”. Professor de Libras em Ps Graduação.

Pra Cego Ver: Neivaldo branco, usa cabelos grisalhos e veste camisa social preta com mangas curtas, esta de braços cruzados.

Foto: Edi Sousa


Lei! Aprioridade incentivar os professores Surdos de LIBRAS no ingresso s instituições de ensino privadas e pblicas. O mestre surdo est mais bem preparado para trabalhar as diferenças: Cultural e Lingustica, bem como sua Identidade.

Os Surdos se comunicam em Lngua de Sinais que sua lngua natural e que se utiliza de gestos, sinais e expressões faciais e corporais no lugar de letras. As expressões da Lngua de Sinais são percebidas pela visão e produzidas pelo corpo, sobretudo pelas mãos. primeira Lngua dos Surdos ao redor do Globo e foi criada pelos prprios restritos Surdos.

A Lngua de Sinais que utilizada pelas pessoas Surdas e/ou com problemas auditivos permite a comunicação e o entendimento. Por essa razão, tambm deveria ser usada pela famlia, amigos, na comunicação com Surdos.

No ano de 1857, D. Pedro II convidou professor Surdo Ernest Huet a vir no Brasil para trabalhar com crianças surdas, então fora fundada a primeira Escola de Surdos, Instituto Imperial de Surdos Mudos. Hoje essa escola se chama Instituto Nacional de Educação de Surdos no Rio de Janeiro.

A pesquisa na rea lingustica legitimou a Lngua de Sinais como a comunicação dos Surdos. No fim do sculo XX, movimentos sociais em prol do reconhecimento da Lngua Brasileira de Sinais (LIBRAS) se iniciaram no ano de 1993. Foi uma longa batalha at a oficialização da Lei de LIBRAS.

Os Surdos se tornaram instrutores de LIBRAS para lecionar aulas de LIBRAS para pessoas ouvintes, entre eles, professores e psiclogos. Com isso, começaram a divulgar mais a LIBRAS e tambm a sua prpria cultura surda e convivência.

Os vocabulrios dos sinais que fazem parte da LIBRAS são criados pelo povo Surdo h muitos anos e vem aumentando a cada ano, por meio do acrscimo de sinais novos.

No ano 2002, a Lngua Brasileira de Sinais – LIBRAS foi oficializada e reconhecida pelo Governo Federal com a segunda lngua oficial brasileira atravs de Lei n 10.436, de 24 de abril de 2002.

Em seguida, no ano 2005 foi regulamentado o decreto de LIBRAS, n 5.626 de 2005, que fez o avanço da LIBRAS dentro na educação atravs da sua inclusão como disciplinar curricular.

As universidades começaram a implantar cursos de Letras/LIBRAS onde instrutores Surdos poderão se formar professor de LIBRAS em nvel superior para lecionar em diversas escolas bilngues para Surdos, classes bilngues, escolas inclusivas com alunos Surdos.

Alguns professores de LIBRAS Surdos j se formaram mestres ou doutores e, assim, poderão trabalhar em diversas universidades no Brasil. Muitos profissionais surdos j foram aprovados em: concursos de universidades pblicas e privadas. Atravs de prova adaptada em LIBRAS em formato de vdeo no Brasil.


          Conforme artigo 7 onde est escrito abaixo:

“§ 1o Nos casos previstos nos incisos I e II, as pessoas surdas terão prioridade para ministrar a disciplina de Libras.”

As instituições de ensino fundamental, mdio e superior e cursos de idiomas deverão respeitar a prioridade e incentivar os professores Surdos de LIBRAS para ingressar nas instituições de ensino privadas e pblicas, pois possuem a sua prpria cultura e lngua. H muitas vantagens em se ter professores de Libras surdos. Entre elas, podemos citar: os alunos poderão aprender e conhecer melhor não s a lngua, mas tambm a cultura surda. Alm disso, com convivência, eles poderão aprimorar a Lngua Brasileira de Sinais, tornar-se fluentes e, possivelmente, vir a ser intrpretes de LIBRAS profissionais.

Lembrando que foi lançado o Decreto n 6.949, de 25 de agosto de 2009, promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007, com artigo 30 e quarto pargrafo.

“As pessoas com deficiência farão jus, em igualdade de oportunidades com as demais pessoas, a que sua identidade cultural e lingustica especfica seja reconhecida e apoiada, incluindo as lnguas de sinais e a cultura surda.”

importante que as universidades pblicas e privadas e cursos de idiomas demonstrem a sua consciência em abrir as portas para professores de LIBRAS Surdos. Dando-lhes prioridade, para que assim eles não s ganhem um espaço na sociedade, mas tambm possam divulgar a toda sociedade brasileira sua diferença Cultural e Lingustica, bem como sua Identidade. preciso acreditar no potencial dos professores Surdos e garantir que esses profissionais sejam includos na sociedade brasileira, tendo assim igualdade aos outros professores.

Prof. NeivaldoZovico

Outras informações:
http://sp.feneis.org.br/
Tel.: 11 2574-9151
falecom@sp.feneis.org.br