Home/ Destaques/ Compartilhar de CEGOS FANTASMAS

CEGOS FANTASMAS

CEGOS FANTASMAS
ber  moreno usa camisa social vermelha clara, esta fazendo um ‘sorriso amarelo’ (isso : um ranger dentes) para os questionamentos dos selecionadores. Publicado: 13-11-2017

Colunista: ber Anacleto, apresentador, Radialista & jornalista, analista em mdias sociais e palestrante.

Foto: Edi Souza

#PraCegoVer ber moreno usa camisa social vermelha clara, esta fazendo um ‘sorriso amarelo’ (isso : um ranger dentes) para os questionamentos dos selecionadores.

 

“Alô, estamos com uma vaga que est dentro do seu perfil. Qual mesmo sua deficiência? Visual total? Ah, ok, retorno a ligação depois”.

 

Esse rpido dilogo tem sido comum para profissionais cegos que estão como os RHs gostam de dizer, capacitados para trabalhar. Mas vamos pelo começo caro leitor.

 

A ltima pesquisa do (IBGE) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica, do mês de agosto de 2017 mostrou que atualmente temos cerca de 13,1 milhões de desocupados, ou seja, sem emprego. Toda essa crise econômica e poltica atingiu e tem atingido a todos, seja no setor privado ou setor pblico, a mar ainda não est para peixe.

 

E antes que pensem ou entendam que estarei puxando a sardinha para a classe que pertenço, dos cegos, afirmo com toda tranquilidade e sinceridade que me possvel, não estou. Tudo que iremos conversar aqui, tem acontecido e de uma maneira assustadora.


Sempre recebi desde 2014 ligações de selecionadoras e algumas at com voz sedutora, daquelas que se você não tiver bem com a namorada ou esposa, pode se apaixonar em questão de 5 minutos. A conversa flua muito bem at que chegava na deficiência e como em uma splica, quase todas perguntavam meio que afirmando: “Mas você enxerga bem a tela do computador, n ber”?

 

Eu fazia uma cerimônia e dizia um simples não, que eu sou cego total. O desespero era notvel na voz agora não tão apaixonante da selecionadora, mas sim agora era uma voz trêmula dizendo que depois retornaria para conversarmos. Estou dormindo com o celular do lado esperando essas promessas de ligações at hoje.

Esse problema foi aumentando e chegou a nveis terrveis, em que h colegas cegos tão gabaritados para o mercado em suas respectivas reas, mas que não conseguem nada por ser deficiente visual. bvio que as empresas jamais dirão que não conseguem ou não querem, não estão preparadas para receber cegos, sempre ficarão com o discurso de que não bem assim, dirão que realmente não h vaga. Um dia fui a uma entrevista omitindo que era cego total. Imaginem a expressão da garota que me recebeu, l estava um cego com bengala e com um celular que falava mais do que narrador de futebol. Fiquei a espera na recepção com toda minha classe e ouvi depois de uns 20 minutos a recepcionista falando que o ber Anacleto era aquele rapaz com o celular na mão e de bengala do lado. A mocinha selecionadora soltou um “ai meu Deus”, baixinho e veio ao meu encontro todo sorridente.

 

Subimos e fomos para uma sala e ela mais que depressa me perguntou se eu realmente não via nada, eu disse que não sabia nem onde estava meu nariz. Ela ficava atordoada a cada experiência que eu contava e como fazia, at que ela deixou a humildade entrar em seu coraçãozinho e pediu desculpas e começou a perguntar tudo que tinha direito sobre como eu fazia para trabalhar em comunicação, perguntas como funciona o computador para um cego, como eu andava dentro da empresa, precisava de piso ttil para todos os lados? O bate-papo foi muito esclarecedor para aquela psicloga recrutadora, não fui contratado, mas valeu por ter esclarecido todas as dvidas.

 

Não sei se por desencargo de consciência, ou por medo de não cumprirem as ditas cotas de (PCD) pessoas com deficiência, algumas empresas aderiram ao contrato do colaborador fantasma. E caro leitor, isso muito srio e perigoso.

Como funciona?Fazem a seleção normal, como qualquer outra. Mas os cargos na carteira de trabalho geralmente ficam como divulgador da marca da empresa, ou então auxiliar administrativo. At a tudo bem, s que esses deficientes visuais assinam toda a contratação e s voltam na empresa para assinarem as frias ou para assinar a folha de ponto mensal.

 

Literalmente ganham em casa seus R$ 500,00 ou R$ 700,00 mais o VR ou VA. E tem mais! Alguns cegos tem a sorte de terem na carteira de 2 a 5 registros nesse estilo fantasma.

 

Não vou aqui me fazer de santo e incorruptvel, s quem precisou de um dinheirinho e se deparou com o bolso vazio sabe o quanto triste e desesperador.Muitos amigos estão nessa situação por não conseguir nada srio, então o jeito foi aderir a essa corrupção deslavada.

 

Mas, precisamos averiguar os dois lados, ser que melhor ficar com 3 contratos desse modo e não fazer nada, s viajar, namorar e curtir a vida? J que o dinheirinho cair na conta sem nenhum esforço e a empresa est cumprindo sua cota. Ou talvez tentar rejeitar essas ofertas ao mximo para que essas organizações vejam que os cegos estudaram, se capacitaram e não foi atoa precisam e querem trabalhar com seriedade.

 

O que mais chama a atenção, que não vemos a fiscalização do trabalho atuando sobre essas corporações com efetividade, por que ser?

 

Um grande amigo, tambm deficiente visual, Coach dos bons, resolveu se mexer e começou um debate na câmara dos vereadores em São Paulo, onde que a temtica foi sobre a empregabilidade para deficientes visuais. Foi muito bem aceito, alguns amigos cegos compareceram, todos estavam ouvindo o que a classe cega tinha a dizer.

 

Claro, foi o ponta p inicial, mas acreditamos que haver muitos outros encontros. Isso j deu um alvio para muitos que estão precisando trabalhar para se manterem e at mesmo ajudar seus familiares.

 

A temtica naquela tarde do dia 24/10/2017, foi somente sobre a deficiência visual e as dificuldades da entrada, ou retorno ao mercado de trabalho. Com certeza algo precisaria ser feito, como disse no começo, não est fcil para ningum, ainda mais para um cego. Alm da crise que passamos, temos o agravante que parece ser difcil um cego trabalhar com um computador.

 

Por mais que temos informações a todo instante pelas telas de computadores e celulares, h ainda muitos empresrios, selecionadores, professores, sem saber que existe leitores de telas para os cegos utilizarem em qualquer computador, e leitores gratuitos. Muitos não sabem que os cegos conseguem andar em ambientes internos sem quebrar nada com a bengala, que as vezes não ser preciso um piso ttil em uma sala, que atualmente conseguimos escanear e ler digitalizado.

 

Muitos acreditam ainda hoje que os cegos precisarão ter algum para leva-lo ao banheiro, ou que ele precisar da bondade de uma pessoa boazinha para dar comidinha em sua boca no refeitrio.

 

Em tudo na vida, precisamos nos informar, entender o mundo, as dificuldades de cada um e não reprovar ou julgar algum sem saber o quanto essa pessoa poder ser produtiva e eficaz a organização.


ber Anacleto
(11) 4252-3637
Whatsapp: 55 (11)9.8242-4597
Skype: eberanacleto@gmail.com
Twitter: @eberanacleto


Obs: O Pr Trabalhador Agência de Notcias não se responsabiliza por serviços contratados e prestados diretamente por seus colunistas. Apenas por palestras, treinamentos e oficinas contratadas diretamente com o comercial@noticiaprotrabalho.com.br, nestes casos feito contrato prprio e apresentação de nota fiscal do Notcia Pr Trabalho. Atenciosamente, Direção.